Budapeste

Entre Buda e Peste tem um rio. Ele é largo e cheio de água. Barcos pairam entre pessoas que percorrem sua margem de bicicleta, de carro, andando. Sem a pressa de quem tem Wi-fi. De um lado, a parte antiga – de outro – a mais antiga ainda. Budapeste parou no tempo de alguma forma. Meninas vestidas de onça e sandálias transparentes denunciam que Madonna é a última referência estética para elas. Assim como o Rambo é para eles. Notas de Spice Girls vazam das boates. Que ano é esse? Quase esqueço. Parece que não anoitece nunca. Estou cansada de pedalar e buscar minha própria presença que me escapa como um peixe escorregadio.

O Danúbio não é azul. Nem um pouco azul. É escuro – entre o marrom e o preto – e corre rápido. Deve ter sido azul um dia. Na complexidade da equação entre velocidade e mundo, ele esqueceu de sua cor. Diluído em velozes correntes, um comunismo distante, um bombardeio ainda mais distante. Hoje é verão, é lua nova, é hora de começar de novo. Quem consegue levanta a mão. O Danúbio continua tentando.

Sinto que uma transformação está próxima. Sinto meu corpo se adaptando ao novo. A vida é inteligente. A própria vida em si já sabe o que fazer – E a gente pensando que tem controle sobre as coisas. Basta respirar.

Eu me renovo a cada momento.

Anúncios

47 Comentários on “Budapeste”

  1. nayanne mello disse:

    adorei seu post novo como todos quue vc escreveu ate agora sou sua maior fã lu manda uma mensagem pra mim
    bjus

  2. pedro_ishi disse:

    você escreve como se pensasse de forma não-dual, ou melhor, é dual como todos e inverte isso quando escreve. fica bonito (a)

  3. pedro_ishi disse:

    ja ia esquecer: há inteligência em tudo. inteligente é quem consegue captar a inteligência nos outros, nas coisas, em volta.

    nas bancas, a matéria de capa da vida simples desse mês é sobre a intuição e como ela está deixada de lado hoje em dia em prol de uma razão que (acha que) controla tudo. confere lá e depois conta o que achou, ou melhor, um post sobre isso seria lindo. (fiz aniversário esses dias = )

  4. nayanne mello disse:

    lu vc ja viajou o mundo inteiro nao é?
    adoro cada vez que vc posta algo no seu blog
    acho q so ta faltando o do passaporte q vc perdeu lembra q tava no site da mtv
    poe esse ai q todo mundo vai amar tambem
    beijos de sua colega nayanne

  5. welington disse:

    Bonito lu, atualize sempre seu blog ele anda meio desatualizado. é preguiça ou dersinteresse mesmo. Está sem assunto?
    Welington

  6. Diego disse:

    Por que você é assim?

    Quer ser tudo!

    é linda, boa apresentadora e ainda uma escritora de 1ª

    assim não tem como não amar ♥

  7. Sydney disse:

    Seth, por Jane Roberts ~ Da sessão 636
    Tradução: Luciene Lima, São Paulo, SP, Brasil.

    O estado de graça é uma condição em que todo crescimento é sem esforço, uma aquiescência alegre, transparente, que é um requerimento de base para toda a existência. Seu próprio corpo cresce natural e facilmente a partir de seu nascimento, não esperando resistência, mas desdobrando-se miraculosamente como garantido; usando tudo de si mesmo com grande e agressivo abandono, gracioso e criativo.

    Você nasceu em um estado de graça, portanto. É impossível para você deixá-la. Você morrerá num estado de graça, sejam palavras especiais ditas a você ou não, seja água ou óleo espargido sobre sua cabeça. Você partilha dessa benção com os animais e com todas as outras coisas vivas.

    Você não pode “cair” da graça, nem ela pode ser tirada de você.

    Você pode ignorá-la.

    Você pode manter crenças que lhe cegam à existência dela. Você ainda será gracioso, mas incapaz de perceber sua própria singularidade e integridade, e estar cego também aos outros atributos com os quais você é automaticamente dotado.

    O amor percebe a graça nos outros.

  8. Drako Maku disse:

    Caralho, mano.! A foto da lua ta foda. Espetinho de lua. Mal passada pelo sol.
    Imagina a aranha com 8 olhos e aquela visão. Não sei se aranha enxerga bem, mas deve. Nunca vi aranha de oculos.
    BjuzZ

  9. Lucas disse:

    Muito bonito!
    =D

  10. Carlos disse:

    Um dia ainda vou pra Hungria,
    acho um país facinante (não pra morar, mas p/ visitar)

    e o idioma, que idioma é aquele?
    Não tenho nem idéia de como pronunciar quando vejo alguma palavra.

    Magyar Köztársaság – República da Hungria

    Enfim, gostei muito desse post
    belas foto e um texto bem escrito

    See ya

  11. Marquinhus disse:

    Acho que o maior erro é tentar controlar a vida, daí surgem as maiores frustaçoes, temos que aprendera dançar conforme a musica. A muisca da vida

  12. marina m. disse:

    Texto bonito, leve e sincero. Adoro o jeito como você escreve, e como conhece e controla a sua escrita – seus textos, dá pra ver, são exatamente aquilo que vc quis que eles fossem.
    (Esse me lembrou um pouco de Clarice Lispector. )

    E quanto a Budapeste… bem, sou da teoria de que é preciso conhecer o mundo para conhecer a si mesmo (e que todo esse processo e desejo de auto-conhecimento é bonito e válido).

    Mas pode mesmo ser um pouco bobo, pois “Basta respirar. Eu me renovo a cada momento.”.

    Beijos, Luisa.

  13. Gabriel disse:

    Muito bom o texto.

    Parabéns.

  14. Bruna Moulin disse:

    O post é lindo. Senti que o primeiro parágrafo se assemelha a alguma parte do livro BUDAPESTE, de Chico Buarque.

  15. Luisa só passei p dizer q sou apaixonadooo por vc….Vc é a coisinha mais linda q existe….Te vi a uns tempos atras na area vip do show do Faith no More q rolou….vc passou na minha frente, ia pedir uma foto, mas fiquei sem ação na hora, logico q me arrependi, mas nao quis te incomodar com essas chatisses. Dificilmente vou ter outra chance dessas, mas se eu tiver ta me devendo uma fotinho junto =) bjos!!

  16. Samuel disse:

    Cadê você, Luisa? Update it! ;]
    Bjs

    • vou postar agora. que feio, né? rs. Muito trabalho e pouco tempo pra escrever…
      bjs

      • Samuel disse:

        Ah, vc respondeu! *-*
        ;D

        É, sei bem como é… Aliás, acho que sei… Hehe.

        Mas, e aí? No fim acabou não postando msm? rs

        Ah, mas respondeu ao meu comentário, já saio daqui agora mais feliz do que se tivesse encontrado post novo! Hehe
        ;]

        Bjs

  17. Andre disse:

    Parabéns pelo Blog e pela Energia que vc passa.
    Com certeza já foi uma “bruxinha” Celta.
    Deus te Abençoe!

  18. beto disse:

    baita aranha cabeluda essa

  19. Sydney disse:

    Virou genitora?! 😛

  20. LOPES. disse:

    Estourar a cara de imbecil filho da puta sem noção.

    Essa é minha paixão.

    E é isso o que eu vou fazer pelo resto da minha vida.

    Dure ela o quanto durar. EU NÃO ME IMPORTO.

    Esses filho de uma puta aí memo.

  21. LOPES. disse:

    Não era pra ser engraçado.

  22. LOPES. disse:

    Esses filhos de uma puta aí mesmo.

    Não era para ser engraçado.

  23. LOPES. disse:

    Eu vou te mostrar a minha ” genitora “, SEU MERDA.

    É progenitora seu IMBECIL.

  24. LOPES. disse:

    WHAT KEEPS ME FROM KILLING YOU ? ( BASTARD )

    ” A FLOWERS VICTORY “.

    YOU CAN’T STOP US…

  25. LOPES. disse:

    MANDA O INIMIGO PARA O CHÃO

    BATE PESADÃO E FAZ QUE NEM SANÇÃO

    VAI NA FORÇA DO DEUS VIVO E DESCE A MÃO

    SÓ QUE O SOLDADO EFICIENTE NÃO VACILA

    NÃO CAI DUAS VEZES NO XAVECO DA DALILA

    PUXA O AR, PUXA O AR, PUXA O GÁS, VAI RESPIRA…

    ESSA GUERRA É LONGA E NÃO ACABOU AINDA

    BRIGA BRIGADOR QUE NEM PREGA O PREGADOR

    MAIS BRIGA COM AMOR, PÕE PAIXÃO NA PELEJA

    PRA QUE TODO MUNDO VEJA O GUERREIRO QUE SE É…

    Que nem Rocky Balboa toma soco e ainda fica em pé

    Sangre pelos olhos, sangre pelo nariz,

    Mas não deixe escapar a chance de ser feliz

    Não é o que se quis o que sonhou a vida inteira

    Então vou mandar pro chão e me enrolar na bandeira

    Derrotado dessa briga pode crer que eu não saio

    O troféu é meu, pois o campeão sou eu.

    Desce a mão vai, desce, desce a mão… VAI !!!

    MONSTRÃO, MONSTRÃO, VAMO LÁ QUERO VER

    BOTA PRA DORMIR

    PROVA QUE O MISTER MUITA TRETA É VOCÊ

    Leão no meio dos lobos

    O louco dos loucos que troca idéia com o santo dos santos

    Que semeiam com pranto

    só que aqui

    Não da nada na hora de colher, a gente colhe dando risada

    Ninguém me pega, tô ligeiro não paro nos canto
    Dum lado pro outro, direita, esquerda 1, 2, 1, 2

    Zig-Zag, Zig-Zag esquiva e sai
    Zig-Zag, Zig-Zag esquiva e sai (sai)

    NAVALHA CEGA, AQUI NÃO CORTA NADA…
    EU VIM PREPARADO PRA GUERRA DE FUZIL E GRANADA.

    A direita é uma bomba, na esquerda uma tonelada
    Onde explodir minha ira pode crê não vai sobra mais nada

    Bateria de míssil não vai adiantar…

    Porque eu so daqueles que não da pra rastrear
    Uma vez que disparo não da pra segurar

    MARTELA, MARTELA, MARTELÃO !

    Bota pressão que nem trovão sacode a terra…

    Marca uma geração.

    Bato pesadão faço ficar no chão. Beleza ?

    Sou brigador das ruas, brigador dos ringues
    Sou soldado de elite não me subestime

    Brigador no tatame, Brigo na faculdade
    Quando faço exame brigo pra me graduar
    Pra me profissionalizar

    Brigo com demônios
    Brigo com diabo
    Brigo comigo mesmo quando de Deus eu me afasto
    Brigo com as lajes que tenho que bater
    Brigo pelas barrigas que tenho que encher
    Luto por um sonho que não vou deixar morrer
    Luto pela paz real que eu quero conhecer
    Por isso brigo com o inimigo que tenho que derrotar
    A guerra é só uma ponte que me atravessa para margem de lá

    Os soldados de elite é que são condecorados
    Os valentes corajosos é que são lembrados
    Quem não tem pegada nunca nem é citado
    Se o nome não ficar escrito então é apagado

  26. LOPES. disse:

    Metaphor for a missing moment

    Pull me in

    to your perfect circle

    One womb, One shame, One resolve

    Liberate this will

    To release us all

    Gotta cut away, clear away,

    Snip away and severe this
    Umbilical residue

    Keeping me from killing you

    And from pulling you down with me here
    I can almost hear you scream

    One more medicated peaceful moment (give me)
    One more medicated peaceful moment

    And I don’t wanna feel this overwhelming hostility
    No, I don’t wanna feel this overwhelming hostility

  27. LOPES. disse:

    ” VICTORY. “

  28. LOPES. disse:

    KEEPING ME FROM KILLING YOU.

  29. LOPES. disse:

    VITÓRIA.

    DEUS POR FAVOR ME DÊ A VITÓRIA.

    QUE EU LHE RENDEREI TODA GLÓRIA.

  30. LOPES. disse:

    MINHA PEQUENA LUZ É O REFLEXO DA SUA GLÓRIA…

  31. LOPES. disse:

    AFIA MEUS PUNHOS

    FORTALECE MEUS OSSOS

    MULTIPLICA MEUS ESFORÇOS

    OCUS POCUS

    SEM PERCEPÇÃO AOS MEUS OLHOS

    ESSA SABEDORIA É DA MINHA MENTE

    É A FORÇA DOS MEUS MUSCULOS

    RAZÃO DO MEU INSTINTO

    MEU DEUS EM TI BUSCO RECURSOS

    ENTREGA MEU INIMIGO NA MINHA MÃO

    ABATIDO POR NOCAUTE OU FINALIZAÇÃO

    QUE NO FINAL EU FIQUE EM PÉ

    E ELE NO CHÃO.

  32. LOPES. disse:

    ” VITÓRIA.”

  33. Lu visite meu blog depois e comenta http://julianatonelli.wordpress.com/ beijos linda


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s